Como parte da Estratégia Nacional de Disseminação do Building Information Modelling no Brasil (Estratégia BIM BR), o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), lançaram em final de novembro a Plataforma BIM BR.

A Plataforma BIM BR é um portal com conteúdo dinâmico que hospedará a Biblioteca Nacional BIM (BNBIM), cujo intuito é se tornar um acervo das bibliotecas de objetos BIM no Brasil.

Dentre os objetivos, a Estratégia BIM BR busca aumentar a produtividade da construção civil, reduzir os custos de produção, incentivar a concorrência no mercado e ampliar a transparência nas obras públicas em todo o país. “Esta iniciativa é um marco importante para o incentivo à expansão do BIM nacionalmente, fomentando o uso destes processos por órgãos públicos, instituições, organizações privadas e profissionais da área, por meio de objetos condizentes com a realidade do mercado e com critérios de qualidade definidos”, afirma o ministro da Indústria, Marcos Jorge.

Como praticado nas mais bem estruturadas bibliotecas internacionais, a metodologia de upload de objetos e componentes BIM seguirá o estabelecido em um regulamento técnico que institui critérios e requisitos mínimos que nortearão os usuários interessados em disponibilizar seus objetos na Biblioteca Nacional BIM BR.

A Plataforma deverá se tornar referência para a contratação de obras públicas. “O governo utilizará e exigirá, de modo gradual e escalonado, o BIM em suas contratações. Para isso, montamos um roadmap para dar conhecimento e o tempo necessário, buscando possibilitar a capacitação e adequação do setor produtivo frente a esta demanda”, alerta a diretora substituta.

Divulgado na Cartilha da Estratégia BIM BR e publicado na Plataforma, o roadmap prevê:
– a primeira fase de exigência do BIM em obras públicas será iniciada em 1º de janeiro de 2021, a partir do qual será exigido que a metodologia seja aplicada em projetos de arquitetura e engenharia.
– a segunda fase terá início em 1º de janeiro de 2024, quando será exigido o BIM nos projetos e na execução das obras.
– a última fase iniciará em 1º de janeiro de 2028, momento em que será exigido em projetos, execução das obras e pós-obra (gerenciamento e manutenção).

Informações mais detalhadas, você encontra na Plataforma BIM BR.